sábado, 4 de setembro de 2010

Perdão

Não vá chorar a Deus a vergonha de teus olhos grandes e baços.
antes de julgar os olhos, a boca, o gosto alheio, escuta
a tua alma que pede pra voar, mas implode nervosa,
a tua alma entalada pela tua inveja, e Deus
nada tem a ver com isso.
me beija, então, e esquece
agruras aqui na minha boca são mais nuas
e não há vergonha,
somente olhos
cegos,
semente
e misericórdia.



Ana Claudia Abrantes

3 comentários:

Lara Amaral disse...

Perfeito, Ana!

Beijo.

Letícia Palmeira disse...

O religioso e o amor carnal. Gosto muito.

E vamos viver de surpresas, Ana. =)

Pia Fraus disse...

Ah... o ritual sagrado do profano...amei!


bj