quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Amelie

Dentre tudo o que prometia

cama
mesa
banho

área e varanda

toddy na mão

colo sem tesão
tesão com colon
com jazz
ou funk
nada
dava mais prazer
que ler
seu livro favorito
com o bumbum empinado

sobre a cama.



Ana Claudia Abrantes

3 comentários:

Letícia Palmeira disse...

Minha nossa. Isso é poesia marginal da maior elegância. Um troca-troca de palavras... parece jazz.

You play jazz.

Beijo.

Letícia Palmeira disse...

Ana,

Depois me passa teu e-mail, ok?

Mais bjo.

Por que você faz poema? disse...

A poesia do cotidiano,
simples como a vida deve ser.