sexta-feira, 23 de julho de 2010

suave

não sou sua sem suor,
mas suave sou se dócil ele for.
mais suave sou se, dócil, suar.



Ana Claudia Abrantes

6 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Um poeminha muito bem imaginado.
Gostei muito.
Querida amiga, bom fim de semana.
Beijos.

Flávia disse...

Tenho paixão por aliterações. Sempre me recordam o som aconchegante e quase imperceptível de asas de borboleta, ou do bater dos cílios. E você as fez soar de modo delicioso.

Beijo!

DE-PROPOSITO disse...

não sou sua sem suor,
-----------
É claro que, ninguém é de ninguém.
---------
Felicidades.
Manuel

clauky boom disse...

sssssssssexy
:P

clauky

Pia Fraus disse...

não sou, nem suando... sempre estou!

até,menina

Lívia Azzi disse...

Criativo, singelo e doce!!

Beijos!