quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Delicadeza

Com uma delicadeza de penumbra em tarde quente, folhas batendo palmas ao vento. Com uma delicadeza de água de moringa, com a ponta dos dedos, tateando a boca e o verbo. Com a delicadeza de sempre e a promessa de nunca, ele me atropelou de repente.
E escorri feito cascata de que se desvia o curso, sem querer.
E o pior é que eu estava na calçada.


Ana Claudia Abrantes

2 comentários:

Fabrício Sguissardi Basso disse...

Mais uma lindeza para a coleção. Esse blog podia se chamar "joalheria"!!! Quanta coisa brilhando por aqui!!!

Ana Claudia disse...

:)