quarta-feira, 9 de março de 2011

dois breves

explicação lírica atrasada

quando eu coube fresca no caminho livre entre a tua mão e a tua boca, escorremos ambos limpos, claros, pelo teu pescoço. e aquilo era água.



melancolia
senti saudades do Carnaval que a gente fazia
dentro de mim.



Ana Claudia Abrantes

8 comentários:

Tuca Zamagna disse...

Obrigado pela visita. Vejo aqui que de curtas (ou breves) você manja muito. Santa melancolia!

Abraço

A.S. disse...

Ana Cláidia,

Gostei do lirismo com que escreves... senti em ti algo muito mais intenso!


Beijos meus,
AL

Ana SS disse...

nao gosto de carnaval fora de mim.
dentro de mim é sempre carnaval.

Pia Fraus disse...

a brevidade do infinito...


até

Cecília disse...

Que coisa mais linda!
Parabéns pela delicadeza!!

Beijo carinhoso,
Cecília

Cecília disse...

Que coisa mais linda!
Parabéns pela delicadeza!!

Beijo carinhoso,
Cecília

Yan disse...

Adorei, principalmente o primeiro. Breve, simples e magnifico, como sempre.

Aleksander Aguilar disse...

Anna, quero te seguir! duas breves é uma grande sacada. saudaçoes.