quarta-feira, 28 de novembro de 2007

água na boca

mastiguei tua presença como se estala sal na ponta da língua
como sorvendo ardência de tamarindo
como adoçar limão na ostra
que saliva em pêlo áspero,
cai em gota cítrica
que quebra, enfim,
caquinhos ácidos
nos pés
nos pés
nos pés.

Ana Claudia Abrantes

3 comentários:

André disse...

Que bom te encontrar na rede.
E melhor ainda, produzindo belos textos! Bjs de nós 3 A, AG e ML

giuliavc disse...

muito bom!

Fabrício Sguissardi Basso disse...

Me deu água na boca.